Bíblia Diária - Para uma leitura diária e frutuosa da Palavra de Deus!
Clique aqui para criar a sua área pessoal

Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 36

Publicado em: 31/07/2012

 

Deixando um pouco a história da descendência de Jacó, o narrador quer informar neste capítulo a respeito do outro ramo da família, os filhos de Esaú. As gerações de Esaú passaram e foram mencionadas rapidamente nos escritos sagrados. Os nomes de suas esposas e descendentes ajudam a compor a história daquele povo conhecido como os Edomitas.

Enquanto Israel era apenas um pequeno clã, os Edomitas desfrutaram do poder político e realeza, e se tornaram um povo muito próspero. A riqueza material e o poder não são marcas garantidas do poder divino, mas sim das vaidades propostas pelo mundo.

Muitas vezes o povo de Deus, o "verdadeiro Israel" é tentado a invejar os "Edomitas", é o que podemos observar no Salmo 37,1-7; 34-40.

Os propósitos de Deus foram realizados de acordo com seus planos, mesmo com a nação escolhida se desenvolvendo lentamente e cercada de muitas aflições.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 35

Publicado em: 30/07/2012

Deus ordena a Jacó mudar para Betel e lá construir um altar ao Senhor. A obediência de Jacó e a sua atitude de eliminar os deuses estranhos, purificando-se, mostra sua atitude de conversão e sua mudança de vida.

Deus muda o nome de Jacó para Israel e associa a esta mudança a uma benção de fecundidade e formação de uma grande nação.

A vida e a morte caminham juntas com o homem e a mulher. Todavia, a morte que deve sobrevir está procedida pela vida: nasce o último filho de Raquel, cujo nome Benoni (filho sinistro) revela a causa de sua própria morte (v.18). Contudo, Jacó corrige o nome do seu filho, chamando-o de Benjamim que significa filho direito, dando desta forma a ideia de bênção.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 34

Publicado em: 29/07/2012

Os filhos de Jacó, neste capítulo, vingam de maneira violenta a desonra sofrida por sua irmã, violentada por Siquém, filho de Hemor. O pai de Dina, contudo, lamenta a vingança e violência empregada por seus filhos, pois sabe que esta atitude apresentará consequências.

Nesta passagem temos uma importante reflexão a fazer. Quantas vezes nos revoltamos com infortúnios e agressões que sofremos e sentimos o desejo de utilizar a vingança para compensar o mal que nos foi feito. Contudo, é importante que ressaltar que o sofrimento alheio, a vingança, não diminuem o que sofremos e ser cristão implica em exercitar o perdão sempre.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 33

Publicado em: 28/07/2012

Quando Jacó viu que Esaú vinha chegando com os seus homens, dividiu os seus filhos em grupos. As escravas e os seus filhos ficaram na frente, depois Léia com os seus filhos e por último Raquel e José.

Prudente como era, Jacó não quis correr riscos e usou de uma diplomacia e reverência que nos parecem exageradas: Jacó passou e ficou na frente até que chegou perto de Esaú; então ele se ajoelhou e encostou o rosto no chão, este era um sinal amplamente conhecido de reverência na época, considerado como um sinal de respeito a um superior.

Jacó esperava ganhar o coração de seu irmão, mostrando que ele renunciava por completo à pretensão de qualquer privilégio especial conseguido previamente mediante a traição.

Porém Esaú reagiu de uma forma que Jacó talvez nem sequer sonhasse, saiu correndo ao encontro e o abraçou; ele pôs os braços em volta do seu pescoço e o beijou. E os dois choraram.

Ainda que tivesse podido ficar algum rancor no coração de Esaú, este teria sido vencido pela humildade de Jacó. Não há dúvidas de que Deus trabalhou no coração de Esaú como resposta as orações de Jacó. A amigável saudação de Esaú fazia lembrar a promessa divina tão recentemente concedida a Jacó, e no rosto de Esaú ele podia ler seu bondoso cumprimento.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 32

Publicado em: 27/07/2012

A primeira parte do capítulo que estudamos hoje nos mostra como Jacó, apesar de ser o escolhido de Deus, frente à grande dificuldade de ter que enfrentar seu irmão Esaú, teve sentimentos plenamente humanos: medo e angústia (vers. 8). Mas, ao invés de fugir e se esconder, orou a Deus (Gn 32, 10-13), onde é possível ver a sua atitude de gratidão (vers. 11), súplica (vers. 12) e fé (vers. 13). 

Na segunda parte, podemos observar a atitude de Jacó, que teve que enfrentar o próprio Deus (vers. 25) e disso guardou uma marca (vers. 26). 

Como mensagem de Deus para nós hoje, frente às dificuldades que temos e sempre teremos, assumamos uma atitude de fé, gratidão e súplica por meio da oração. 

Além disso, lembremos que precisamos também “confrontar” o nosso projeto de vida pessoal com o projeto que Deus tem para nós, mesmo que para isso sejamos “marcados” na nossa história. Aí então, poderemos ser chamdos também de Israel – aquele que luta com Deus (vers. 29).

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 31

Publicado em: 26/07/2012

Nesse capítulo podemos perceber a confiança de Jacó em Deus, a promessa de Deus para com Jacó e a providência e proteção que o Senhor realiza na vida daqueles a quem nele depositam sua esperança.

A confiança está demonstrada no momento em que Jacó obedece ao Senhor e volta para sua terra natal. Para andarmos no rumo certo precisamos escutar a Deus e, mais difícil que isso, é aceitar seus desígnios e se colocar a caminho.

A providência de Deus pode ser observada no pagamento que Jacó recebia: por determinado tipo de animal. Mesmo em tentativas de ser prejudicado, o Senhor foi fiel em sua promessa, e continuou a aumentar o rebanho de Jacó.

A proteção pode ser observada, entre outros, no momento em que se passa no coração de Labão o desejo de causar mal a Jacó, e Deus, em sonhos, o alerta para que não faça isso.

Observando todas essas situações, podemos ter certeza que aqueles que confiam no Senhor e seguem seu caminho, sempre estarão abençoados e protegidos.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 30

Publicado em: 25/07/2012

Na primeira parte deste capítulo – A exemplo do capítulo 16, por paixões, ciúmes e vontades meramente humanas, as pessoas buscam honra e glória no fato de terem muitos filhos, ou neste caso, mais filhos que a outra esposa (Jacó era casado com as irmãs - Raquel e Lia).

Neste desejo de gerar filhos Raquel que tinha naquele momento a “preferencia” de Jacó, o entrega a Lia em troca de um pouco de mandrágoras (fruto raro, considerado estimulante de amor e fecundidade), mas a fecundidade não fica com Raquel, pois a fecundidade não vem das mandrágoras, mas de Deus que atende o desejo de Lia.

Apesar de tudo, Deus vê o coração de Jacó, dá-lhe sabedoria para deixar Labão, seu senhor, pai de Raquel e Lia, dá-lhe também astúcia no acerto de contas e Jacó acaba um homem muito rico. Deus muitas vezes age contrariamente aos critérios humanos.

Dos filhos de Jacó saem os doze patriarcas de Israel, e o próprio Jacó, é, em quem Deus se agrada e ele se torna personagem de grande relevância e prefigura o êxodo dos Israelitas da escravidão do Egito.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 29

Publicado em: 24/07/2012

Jacó ao se aproximar do local de destino, encontrou alguns pastores e perguntou sobre Labão.

Ele ficou muito contente ao saber que ele estava bem, e que sua filha estava a caminho, trazendo o próprio rebanho. Ao avistar Raquel foi tomado de grande emoção, e brotou em seu coração um grande amor a primeira vista.

Raquel possuía muitas qualidades para uma boa esposa. Era humilde muito ativa, sua paciência entre os pastores grosseiros, e a pressa em partilhar sua alegria com o pai trouxe alegria para a vida de Jacó e encheu seu coração de sincero amor.

O comportamento de Labão, ao enganar Jacó no contrato firmado para o matrimônio de sua filha, revela um homem ganancioso que não se importava com os sentimentos dos seus filhos. Tudo o que importava a Labão eram os valiosos serviços de Jacó.

Jacó se tornou um polígamo contra a sua vontade e protagonizou uma história repleta de inveja, tristeza, favoritismo, desapontamentos e artimanhas. Lia não era amada, mas era fértil e não se cansava de dar glórias a Deus por isso. Raquel linda e amada, era estéril, e isso a amargurava muito.

Nos alegremos pelo fato de que acima das confusões deste mundo, Deus reina soberano e santo.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 28

Publicado em: 23/07/2012

O capítulo 28 inicia com a benção de Isaque sobre seu filho Jacó. Esta benção foi uma das últimas passagens da vida de Isaque, como que se ele estivesse dizendo para seu filho que agora era com ele, foi uma benção do Deus todo Poderoso.

Após receber a benção, Jacó recebeu uma ordem, que era para ter uma esposa que fosse da linhagem de seus parentes (2).

Assim, partiu Jacó de Beer-Seba para Harã a fim de encontrar sua esposa. No caminho, chegou a um lugar onde passou a noite e ali teve um sonho. Jacó em seu sonho viu uma escada que ligava a terra ao céu, e nela os anjos subiam e desciam, e por cima da escada estava o Senhor.

No sonho Deus prometeu para Jacó uma descendência numerosa, e prometeu estar sempre com ele. Ao acordar, Jacó faz um voto prometendo ser fiel a Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 27

Publicado em: 22/07/2012

Isaac agiu aqui em completa rebelião contra Deus. Mesmo sabendo que Deus havia escolhido Jacó (Gênesis 25:23), ainda assim ele buscou satisfazer suas próprias preferências. Talvez por ser um homem introvertido, ele admirasse a masculinidade e o estilo de vida rude de Esaú. Sem dúvida, ele se justificou de alguma maneira, mas deveria ser espiritualmente maduro para ver a incapacidade espiritual de Esaú ser abençoado. Isaac simplesmente não se submeteu ao plano de Deus.

Não é significante o fato de que nem Rebeca e nem Jacó soubessem dos planos de Isaac? Normalmente, quando alguém era abençoado toda a família estava presente na celebração. O fato de Isaac querer ocultar o seu feito, mostra a rixa que existia na família. O comportamento de Rebeca também demonstra que ela sentia que Isaac não tinha uma mente aberta para a razão.

Todos nesta família falharam diante de Deus e sofreram por isso:Isaac se rebelou contra Deus e viu seus planos dar em nada. Seu filho favorito se deu mal e sua casa ficou cheia de intrigas.

Esaú perdeu as bênçãos e sua alma. Ele foi um homem que não amou a Deus, e nem o seu povo. O seu intento de assassino para com Jacó é uma manifestação do caráter dele.

O casamento de Esaú com mulheres pagãs foi uma grande carga para Rebeca e Isaac (Gênesis 26:35). Aqueles que amam a Deus não se sentiam a vontade com a presença do paganismo e a impiedade. Não há dúvidas de que os casamentos de Esaú acabaram produzindo muitas brigas e atritos no acampamento. Apesar de Esaú tomar conhecimento da viajem feita para encontrar uma noiva para Isaac (Gênesis 24), e do desgosto de seus pais a respeito de suas futuras noivas, ele não buscou uma mulher temente a Deus. Infelizmente, ele não tinha interesse em tais coisas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 26

Publicado em: 21/07/2012

     

Neste capítulo do livro de Genesis observamos a fidelidade de Isaac à Deus (Iahweh).

No versículo 2 podemos ver a promessa de Deus à Isaac “ ...fica na terra que eu te disser. Habita nesta terra, eu estarei contigo e te abençoarei...” , provavelmente Isaac teve medo e duvidas, era um ser humano!! Foi a Gerara, junto a Abimelec, rei dos filisteus, teve medo quando o questionaram sobre Rebeca, sua mulher, disse que era sua irmã (pois tinha receio de perdê-la), mas mesmo assim acreditou na promessa do Senhor, ficou na terra dita, trabalhou e prosperou muito se tornando assim o homem mais rico do lugar. 

A sua prosperidade causou inveja ao povo filisteu e Isaac foi aconselhado pelo rei Abimelec a deixar a terra e partir, Deus novamente falou com ele e pediu para que não temesse pois estava com ele e abençoaria a sua descendência. 

Muitas vezes Deus nos orienta, fala conosco mas não o ouvimos... não acreditamos nas suas promessas, temos medo, dúvidas. Que esta passagem nos faça ver o exemplo de Isaac e nos estimule a sermos fieis a Deus, aos seus mandamentos e as suas promessas em nossas vidas, pois Ele é fiel e nunca nos abandonará.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 25

Publicado em: 20/07/2012

    

Depois do poético capítulo 24 sobre o encontro de Isaac e Rebeca, o texto bíblico apresenta a genealogia de Abraão com sua nova esposa, Cetura (25, 1-6) e de Ismael – filho de Abraão com a escrava Agar (12-18), de quem descendem os muçulmanos. Entre essas duas genealogias está a morte e sepultamento de Abraão feito por seus dois primeiros filhos: Isaac e Ismael.

A partir do versículo 19 a História da Salvação ganha destaques significativos como:
- a esterilidade de Rebeca, tal como aconteceu com Sara e, posteriormente, com Raquel, com a mãe de Sansão, com Ana, mãe de Samuel e com Isabel, mãe de João Batista – todas fertilizadas pela intervenção de Deus, porque para Ele “nada é impossível” (Lc 1, 37);
- a rivalidade entre os irmãos desde o ventre materno e o gesto de Jacó (26) prefiguram uma situação histórica: dois povos irmãos, separados, rivais e um dominando o outro;
- ambos os filhos terão seus nomes trocados ao longo do texto bíblico: Jacó/ Israel e Esaú/ Edom e esses nomes trocados serão os nomes dos próprios povos que eles lideram;
- Jacó, astuto, egocêntrico e mentiroso é considerado como a personagem bíblica que mais claramente mostra o conflito entre baixos e altos da natureza humana... e, apesar de todas as suas debilidades, foi um instrumento escolhido por Deus; com Abrão e Isaac forma o nosso trio patriarcal.

Que o Deus que transformou Jacó e fez dele um líder para seu povo, possa também nos corrigir, nos aperfeiçoar e nos tornar instrumentos úteis na tarefa contínua de edificação de seu povo e construção de seu Reino de justiça e de paz. Amém! 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 24

Publicado em: 19/07/2012

    

Abraão já tinha 147 anos e devia encontrar uma esposa para Isaac, herdeiro da promessa, que tinha 36 anos e estava inconsolável pela morte de sua mãe.

Então chama seu servo de confiança e dá a ele uma missão ,da qual depende a continuidade da Promessa: buscar, encontrar e fazer apaixonar uma donzela do herdeiro. Esta, que não conhece Isaac.
 
Então o servo começa uma longa viagem com camelos carregados de todos os tipos de riqueza, e quando encontra Rebeca no poço , consegue convencê-la de se casar com Isaac. Quando o servo retorna trazendo a noiva para o herdeiro de Abraão, faz com que Isaac se apaixone imediatamente por Rebeca.
 
Deus também nos confiou uma missão. A de buscarmos a noiva (o povo de Deus), e convencê-la a apaixonar-se pelo Herdeiro. Para isso nos dá carismas e dons. Estes dons não são nossos, já que somos simples administradores. Estas riquezas são para fazer com que a noiva se apaixone pelo Herdeiro, Jesus.
 
Se nos apropriamos destes dons , somos ladrões, também se os usamos para apaixonar a noiva de nós, é adultério, traição e  infâmia. Por isso devemos estar atentos à única missão que Deus nos confiou, atrair a noiva para o herdeiro!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 23

Publicado em: 18/07/2012

   

Este capítulo narra o processo de aquisição de uma propriedade funerária para Sara, esposa de Abraão. Ao comprar o terreno de Macpela, em Hebron, isto significou a posse de um título de propriedade e direito de cidadania em Canaã, iniciando, desta forma, a realização da promessa que Deus fez a Abraão, a posse da Terra Prometida. Este foi o único pedaço de terra que possuiu durante sua vida e queria ser enterrado com Sara, como de fato ocorreu mais tarde. (Gn 25, 7-9)

Sara é considerada a “Maria do Primeiro Testamento” - mãe de todos os povos, mãe dos fiéis, como  atesta I Pd 3, 1-6. Sua importância é tal, que sua morte, enterro e idade são descritos nas Escrituras.

Abraão não chegou a ver a realização total da promessa que lhe fora feita, não temos relatos de murmurações e nem de cobranças a Deus para que lhe fosse concedido “logo” o que fora prometido.  Abraão entendeu que o tempo de Deus – kairós – não é o tempo dos homens – cronos - e aceitou com paciência e fidelidade os acontecimentos.

Que nós possamos, como descendentes de Abraão, ser pacientes e perseverantes e viver com fidelidade os ministérios a nós consagrados. Que possamos fazer da nossa vida uma eterna oração.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 22

Publicado em: 17/07/2012

   

Abraão recebeu de Deus uma ordem. Ele deveria oferecer Isaque, o filho da promessa, em sacrifício igual ao sacrifício de um cordeiro. Como entender que o Deus do amor pedisse isto a um pai? Não a um simples pai, mas ao pai de todas as futuras gerações. Nada parecia fazer sentido.

A fé verdadeira em Deus mesmo quando nada parece ser racional, leva Abraão, a cumprir a vontade de Deus. Em nenhum momento Abraão duvida ao questiona a ordem recebida, tanto é que no versículo 5 ele diz a seus servos que esperem, pois ele e Isaque iriam retornar. A certeza que as promessas seriam cumpridas torna a obediência de Abraão um ato de grandiosa fé.

De muitas maneiras Isaque nos lembra o Salvador: Ele foi gerado de forma miraculosa, era o centro dos planos de seu pai, sua morte seria um grande sacrifício para Abraão, assim como foi para Deus quando deu-nos seu único filho. Isaque foi oferecido por seu pai, como Cristo também o foi. Jesus carregou sua cruz, assim como Isaque carregou a lenha para seu próprio sacrifício.

Nossa razão sozinha não explica a grandiosidade de nosso Deus. Somente pela fé é que o obedecemos e mostramos que somos filhos que acreditam e confiam em suas  promessas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 21

Publicado em: 16/07/2012

   

O cumprimento da promessa de Deus para com Sara, dando lhe um filho de nome Isaac na sua velhice, é o ponto chave deste capítulo.

O uso patriarcal de colocar o nome nos filhos, a circuncisão no oitavo dia, o desmame celebrado com um grande banquete, nos faz conhecer um pouco a respeito dos costumes da época.
Mas a ênfase principal se da no destino de Ismael e de Isaac.

Apesar de Agar e seu filho Ismael terem sidos despedidos da casa de Abrãao, Deus não os desampara, vem em seu socorro e promete que Ismael também será uma grande nação, os ismaelitas ou árabes. Quanto a Isaac, o herdeiro legitimado, se torna pai dos hebreus.

Apesar do antagonismo destes povos o relato serve para mostrar a misericórdia de Deus com os seus filhos que deseja dar-lhes a vida e um lugar para habitar. Deus não nega e não privilegia uma pessoa ou grupo, mas deseja que todo o filho de Deus possa ter uma terra e um lugar para se desenvolver.

Deus é justo.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 20

Publicado em: 15/07/2012

   

Neste capítulo o migrante Abraão continua com medo e parte para a região do deserto de Negueb, estabelecendo-se entre Cadés e Sur. Ali viveu por um tempo como migrante em Gerara.
Abraão dizia de sua esposa Sara que esta era sua irmã, já que era filha de seu pai, mas não de sua mãe. Então o Rei de Gerara, Abimelec mandou que lhe trouxessem Sara, retirando-a de Abraão. Contudo, Deus apareceu em um sonho a Abimelec e determinou que devolvesse Sara a seu marido ou a sua ação causaria a sua morte e de todos os seus.

Apesar da atitude de Abimelec, Deus reconhece a simplicidade em seu coração e por isto lhe concede a oportunidade de devolver Sara a Abraão, sem qualquer punição por sua ação. E assim, por temor a Deus, Abimelec cumpre a vontade de Deus.

Neste contexto, retiramos uma importante lição. Deus sempre nos concede a chance de refazer, consertar ou nos redimir de qualquer ação praticada, que desagrada Seu coração. E é por intermédio de seus ensinamentos e da revelação de sua Palavra que aprendemos a agir como cristãos.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 19

Publicado em: 14/07/2012

   

Neste capítulo Ló acolhe dois anjos que estavam a porta de Sodoma, as pessoas da cidade estavam cheias do mal e Deus decidiu acabar com a cidade e pediu para Ló sair da região com a sua família.

Devemos manter desta passagem a seguinte mensagem: Deus cuida das pessoas que o amam acima de tudo e lutam por Ele, não somente a pessoa, mas toda a sua família.

Peçamos neste momento pelas pessoas que são importantes para nós. A nossa família. As vezes você não sabe qual o pecado dos seus, por muitas vezes você tem conhecimento, independente do que seja, Deus esta sempre disposto ao perdão, ao recomeçar. Temos que ter a convicção que se cremos, nós e nossas famílias serão salvas!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 18

Publicado em: 13/07/2012

   

Neste trecho da Palavra, podemos observar aspectos importantes do relacionamento dos homens entre si e do homem com Deus.

Na primeira parte deste capítulo, quando Abraão acolhe os peregrinos sem saber que eram anjos enviados por Deus (vers. 1 a 8), observarmos o dom da hospitalidade. Através deste dom, Deus reafirma sua promessa a Abraão: “Pois Abraão virá a ser uma nação grande e forte, e nele serão abençoadas todas as nações da terra. 19. De fato, eu o escolhi para que ensine seus filhos e sua casa a guardarem os caminhos do SENHOR, praticando a justiça e o direito, a fim de que o SENHOR cumpra a respeito de Abraão o que lhe prometeu.” (Gn 18, 18-19).

Na carta aos hebreus, a Palavra confirma a necessidade de sermos hospitaleiros como gesto de amor fraterno, citando justamente este capítulo do Gênesis: “Não descuideis da hospitalidade; pois, graças a ela, alguns hospedaram anjos, sem o perceber.” (Heb 13, 2).

Já na segunda parte, vemos a intercessão de Abraão pela cidade de Sodoma (vers. 17 a 33). Uma leitura mais atenta nos indica a profundidade da sua oração a Deus, pois ele não se limita a pedir a salvação aos inocentes, mas pede pela cidade inteira. Com isso, ele entra no coração de Deus, que é rico em misericórdia e que possui uma justiça diferente da justiça do homem. Ora, a vontade de Deus não é o pecado e suas consequências, mas a conversão do pecador.

Por estes episódios da vida de Abraão encontramos também a vontade de Deus a nosso respeito. Assim como Abraão, somos eleitos e escolhidos para fazer chegar a salvação aos que estão ao nosso redor. Deus nos pede para desenvolvermos o dom da hospitalidade com todos aqueles que nos procuram, seja na nossa casa, seja na nossa comunidade.

Além disso, Deus pede a nossa oração de intercessão. Clamemos a Deus a graça da conversão de todos com os quais convivemos, principalmente aqueles que mais amamos.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 17

Publicado em: 12/07/2012

   

No capítulo 17 do livro de Genesis, Deus faz uma promessa a Abraão, de que ele seria pai de uma numerosa nação. Essa promessa foi vista como um milagre por Abraão, devido a sua idade e de sua mulher.

Para que isso pudesse acontecer, Deus faz uma aliança, uma marca, para dizer que Abraão é seu consagrado, e todos que tiverem essa marca (a circuncisão) são eleitos por Deus.

Hoje devemos nos perguntar, qual a promessa que Deus nos faz? Qual o milagre Deus precisa realizar em cada um de nós? Que marca ou sinal possuímos para sermos considerados consagrados do Senhor?

Deus realiza graças, milagres e prodígios; isso sempre deixa uma marca. Nós temos essa marca?

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 16

Publicado em: 11/07/2012

   

Nascimento de Ismael que quer dizer “Deus escuta”O significado do nome “Ismael”, podemos dizer ser o ponto central deste capítulo. Deus vê, ouve e socorre o oprimido.

Sarai que era infértil procura dar filhos a Abrão por meios meramente humanos, usando literalmente a escrava Agar, que uma vez grávida, provavelmente ficou tentada a descobrir direitos que na realidade não os tinha, pois era escrava. Perseguida por Sarai, Agar foge para o deserto onde encontra o socorro de Deus.

Aos olhos meramente humanos, não entendemos o propósito de Deus que manda Agar voltar a sua senhora, o que significa a ser escrava novamente, mas os planos de Deus vão além da nossa compreensão. Deus promete a Agar sua proteção e a seu filho a quem deveria colocar o nome de Ismael, uma descendência numerosa que ninguém poderia contar.

Agar aceita e pratica a vontade de Deus por isso diz: “Aqui cheguei a ver Aquele que olha para mim”. Que possamos em nossa vida, caminhar sempre conforme a vontade de Deus e quem sabe um dia poder dizer as palavras da escrava Agar.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 15

Publicado em: 10/07/2012

   

Todos nós temos necessidade de proteção. Não foi diferente com Abrão, que em sonho recebe de Deus a promessa de ser ele mesmo o seu escudo protetor, e lhe promete que sua descendência seria tão grande como as estrelas do céu.

Como pode um homem idoso com uma esposa idosa e estéril serem os pais de uma descendência tão grande? Abrão homem de Deus teve fé e acreditou no que o Senhor lhe prometia, mas queria receber esta confirmação do próprio Deus.

Era costume para ratificar uma aliança que os envolvidos passassem entre as partes de animais sacrificados. Abrão permanece o dia inteiro protegendo os animais que sacrificara das aves famintas. Isto nos ensina a necessidade de vigilância em nossas preces e pedidos a Deus, até sermos ouvidos.

Como prova da fidelidade ao que prometera, a noite Deus vem ao encontro do seu protegido em forma de uma tocha de fogo e passa no meio dos animais esquartejados. Deus incapacitou Abraão, a fim de que somente Ele pudesse passar pelos animais. Com isto demonstrava que Sua aliança seria incondicional.

Deus esclarece a Abrão como isso se daria passando as seguintes informações :  Sua semente seria estrangeira em uma terra possuída por outros (Egito). Lá eles seriam escravos.  A aflição deles duraria 400 anos. Deus julgaria a nação que os escravizaria. Israel sairia enriquecido ao deixar esta terra. Abraão teria uma vida longa. Após passar por estas aflições, seus descendentes retornariam para Canaã. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 14

Publicado em: 09/07/2012

   

O Capítulo 14 traz uma demonstração da valentia e da bondade de Abrão, que luta para salvar Ló, que era filho do irmão de Abrão e habitava em Sodoma.

Abrão, ouvindo que seu irmão estava preso, escolheu seus melhores guerreiros para libertá-lo.

No meio da batalha, Melquisedeque, rei e sacerdote do Deus Altíssimo, abençoa Abrão, que por sua vez, ofertou o dízimo de tudo o que tinha.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 13

Publicado em: 08/07/2012

   

Quando consideramos o sobrinho de Abrão Ló – quando no texto sagrado aparece Ló como irmão de Abrão, é um termo genérico de parentesco usado também em Mateus 12, 46-50, quando dizem a Jesus; “Disse-lhe alguém: Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar-te. “(12, 47) - encontramos um agudo contraste no modo como eles viveram suas vidas!

Como algumas pessoas hoje em dia, Ló amava as coisas deste mundo e fazia tudo o que podia para "ser alguém". Em vez de imitar o exemplo de seu tio piedoso e depender do Senhor para suprir todas suas necessidades, ele exibia uma atitude de ingratidão. Os versículos 5 e 6 do capítulo nos dizem que Ló foi grandemente abençoado enquanto permaneceu com Abraão:

Mas logo ele quis mais e quando Abrão gentilmente permitiu que ele escolhesse que parte da terra ele queria, Ló aproveitou-se da oportunidade e escolheu a melhor — "a campina do Jordão"-, que o versículo 10 chama de "jardim do Senhor" por causa de sua beleza comparável ao Jardim do Éden. Entretanto, existiam espinhos naquela bela rosa que Ló não reconheceu! As cidades extremamente ímpias de Sodoma e Gomorra estavam situadas ali e em breve "Ló armou suas tendas até Sodoma".(verso 12).

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 12

Publicado em: 07/07/2012

   

Deus disse a Abraão: “Deixa a tua terra, tua família e a casa de teu pai e vai para a terra que eu te mostrar. Farei de ti uma grande nação.”

Neste capítulo do livro do Genesis vemos o chamado e a promessa de Deus à Abraão. Deus o escolheu para ser o pai de uma grande nação, o povo escolhido por Deus.

Ao aceitar o chamado de Deus, Abraão teve que despojar-se de si mesmo. Deixar a sua casa significa deixar a sua segurança, o seu conforto. Significa colocar toda a sua confiança e entregar-se inteiramente nas mãos de Deus.

Abraão se sustentou na promessa dita no versículo 3b “...todas as famílias da terra serão benditas em ti.” Durante a sua viagem acreditou que Deus estaria com ele e como vemos neste capítulo tudo foi conduzido perfeitamente por aquele que nos guia e nos sustenta, o Deus de amor e misericórdia que nos quer para si e nos pede também nos dias de hoje.... Sai de tua casa, do teu comodismo, da tua preguiça espiritual, da tua falta de fé e vai para onde Eu te conduzir...

O desafio está lançado: deixemo-nos guiar totalmente por nosso Pai amoroso!

Você está preparado??

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 11

Publicado em: 06/07/2012

   

Neste capítulo  destacam-se duas mensagens distintas: a primeira, bem mais famosa, trata da construção da Torre de Babel, quando o homem quer escalar o céu – não para encontrar-se com Deus mas sim para subjugá-Lo -  e a segunda quando o autor, deixando de lado a humanidade dispersa e plural, concentra-se na genealogia de Abrão-Abraão (cujas idades citadas não correspondem à cronologia de nosso calendário atual), apresentando-a como a porta de entrada da história do povo eleito. 

Assim o capítulo 11 conclui o relato dos “primeiros tempos” e entra, na costumeiramente chamada, História da Salvação. À insolência e soberba da humanidade,  Deus responde com a confusão das línguas, e esta “maldição”  vai perpetuar-se até o Dia de Pentecostes quando, apesar de estarem reunidas pessoas de diferentes nacionalidades,  pelo poder do Espírito Santo, “todos escutavam as maravilhas de Deus em sua própria língua” (At 2, 11). Só o amor é capaz de unificar, reunir e agregar.

Hoje vivemos em numa nova Torre de Babel. A teimosia e arrogância do ser humano que “quer ser Deus”, que deseja independer de Deus, ainda persiste e as conseqüências dessa atitudes estão diante de nossos olhos: corrupção, drogas, violência, fanatismos, desordem coletiva, desajustes emocionais, solidão, ...  

Oremos nós ao Pai, pedindo, com humildade, que envie o Seu Espírito Santo e renove a face da Terra, para que assim possa ser alcançado o desejo de Jesus: “que todos sejam um...” (Jo 17, 21)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 10

Publicado em: 05/07/2012

   

Depois da destruição universal do dilúvio, este capítulo quer mostrar como a terra será povoada e se multiplicarão os descendentes de Noé, o novo Adão. Como fruto da aliança e das bençãos divinas, inicia-se um novo tempo onde tudo terá um novo começo. 

Ao final, teremos os descendentes de Sem, de onde nascerão os povos semitas, um dos quais serão os hebreus ou israelitas.

É importante para o autor sagrado, estabelecer as raízes de Israel a partir desta nova criação.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 9

Publicado em: 04/07/2012

  

Após prometer que jamais amaldiçoaria a terra novamente por causa dos homens, Deus abençoou Noé e sua descendência e lhes ordenou: “sede fecundo e multiplicai-vos e enchei a terra.”
Deus reconheceu a inclinação do homem ao pecado, mas mesmo assim o colocou sob sua proteção. Seu amor imenso se evidencia e transborda, diante da pequenez do ser humano. Desde o princípio nos amou, pensou em nós qual planta que precisa ser cuidada, podada e alimentada. Ele nos fez a sua imagem e semelhança.

Desta forma, estabeleceu a 1ª das Alianças que fez com o homem, (na figura de Noé) e todos os seres vivos, cujo símbolo é o Arco Íris, e nos fez uma promessa: “ não destruirei mais a Criação.” No entanto, essa relação do homem e a natureza não seria mais pacífica, a nova época conheceria a luta entre animais e homens , até a chegada do fim dos tempos, no paraíso celeste.
A história de Israel está intimamente ligada ao simbolismo da história de Noé, principalmente durante a conquista de Canaã (livro de Josué). A maldição de Noé ao seu neto Canaã, filho de Cam,
foi usada pelos povos semitas (descendentes de Sem, da qual os hebreus fazem parte), como justificativa para a conquista da terra de Canaã (ocupada pelos cananeus, descendentes de Canaã).
Deus sempre se mostrou fiel em suas promessas, e nós, estamos sendo fiéis a Deus?

 

Sem

 

Cam

 

Jafé

Hebreus

Cananeus

Gregos

Caldeus

Egípcios

Trácios

Assírios

Filisteus

Citas

Elamitas

Hititas

Frígios

Sírios

Amorreus

Medo-Persas

Nações bíblicas descendentes dos filhos de Noé

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 8

Publicado em: 03/07/2012

  

O Dilúvio é considerado o grande lamento do Senhor ao ver a criatura que criou andar nos caminhos da destruição.

Mas nosso Pai criador que tanto nos ama, estabeleceu uma aliança com Noé, e com tudo o que criou, preservando a continuidade de sua obra ao tornar novamente a terra seca e fértil.
Depois que tudo passou Noé não se esquece de agradecer ao Senhor, construindo um altar para oferecimentos e sacrifícios. O Senhor se alegra com este gesto de gratidão e promete que jamais castigara a terra com tamanha força. Deus abençoa Noé e seus filhos, e confirma a aliança com eles e com as futuras gerações.

Este relato nos mostra a seriedade com que Deus observa a maldade do homem na terra. Nós também precisamos levar a sério o pecado, principalmente os nossos pecados individuais, voltando a pedir perdão a Deus, confiantes na eficácia do sacrifício de Jesus por nós.

As promessas do Senhor sempre se cumprem. Assim como a nova humanidade recebeu uma nova chance através de Noé, em Cristo, pela sua graça e misericórdia, Deus nos concede não apenas uma nova chance, mas, uma vida nova.

Eis a promessa do Senhor no final deste capítulo:
¨Enquanto durar a terra, não mais cessarão a sementeira e a colheita, o frio e o calor, o verão e o inverno, o dia e a noite.”

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 7

Publicado em: 02/07/2012

  

O Senhor disse a Noé: “Entra na arca, tu e toda a tua casa. Tu és o único justo que encontrei nesta geração”. Sem saber o porquê, Noé obedece ao pedido de Deus e não sofre com a vinda do dilúvio. Por causa da fé de Noé todos de sua casa são salvos, esta promessa é confirmada em Jesus nos Atos dos Apóstolos 16,31 “Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, como também todos os de tua casa”.

A nossa fidelidade a Deus nos leva a salvação, esta fidelidade é compreendida quando fixamos o nosso olhar em Deus. Pedro, cf. Mt 14,24ss foi capaz de andar sobre as águas enquanto tinha o olhar fixo em Jesus, mas ao perceber que a violência do vento tinha se dobrado, desviou seu olhar, teve medo e começou a afundar.

Estes dois fatos nos levam a meditar na nossa fé e na nossa fidelidade para com Deus. Enquanto os nossos passos estiverem de acordo com justiça de Deus não se desviado nem para direita nem para esquerda, mesmo quando vier a turbulência em nossas vidas ou até mesmo que venha sobre nos um dilúvio, não temeremos, pois o Senhor está conosco.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 6

Publicado em: 01/07/2012

  

Procurando seu próprio prazer, a humanidade desagrada a Deus e vê sua vida limitada. O comportamento humano passa a ferir o coração de Deus, já que a atuação de seus filhos tende para o mal. O trecho inicial deste capítulo é uma fase de transição para a história do dilúvio e de Noé, em que nos é revelado o coração magoado e decepcionado de Deus. 

O tema marcante deste capítulo é a autossuficiência, a violência, o desrespeito à vida e qualquer forma de orgulho que o homem demonstra diante da criação de Deus. Com o dilúvio, Deus lança um castigo purificador com a figura de Noé, eleito para dar um novo início à humanidade, projeto que Deus confirmará com uma aliança.

E este é um ponto importante e atual para reflexão do cristão. Assim, aproveitemos o dia de hoje e a reflexão deste capítulo para fazer um profundo exame de consciência e analisar nossos comportamentos diante da criação do Pai, bem como restabelecer a aliança que Deus firmou naquele tempo, no sentido de criar um novo homem, com o coração purificado e seguidor de Jesus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:

Antes de conferir a reflexão, faça a leitura do texto bíblico 

Área pessoal




Esqueceu sua senha? Recupere aqui.
Ainda não tem Cadastro? Cadastre-se aqui.





Leituras

Livro - A Bíblia no meu dia-a-dia

Cronograma

Cronogramas


Escolha um livro




Arquivo

 

Total de visualizações de página:

5.297.830


Desenvolvido e Hospedado por Cedilha Comunicação Digital Realização Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora Paróquia Sant'Ana