Bíblia Diária - Para uma leitura diária e frutuosa da Palavra de Deus!
Clique aqui para criar a sua área pessoal

Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 5

Publicado em: 30/06/2012

  

O autor sagrado quis propor a linhagem dos bons; estes têm números, isto é, gozam de ordem e harmonia e estão inscritos na Palavra de Deus.

A grande longevidade assinalada a cada patriarca não quer dizer que, na verdade, viviam séculos; mesmo que entendamos os 930 anos de Adão, os 912 de Sete como anos lunares (um pouco mais breves do que o ano solar). Para os antigos, a longevidade era sinal de venerabilidade e respeitabilidade; por conseguinte, quando atribuíam a alguém longa du¬ração de vida, queriam apenas dizer que tal pessoa era merecedora de toda estima e consideração.

Os dez nomes significam os homens que transmitiram a fé e a fidelidade aos seus descendentes; visto que a vida é o bem fundamental, uma longa vida, para os antigos hebreus, era símbolo de bênção divina e honra; a indicação de que cada Patriarca viveu elevado número de anos após gerar o seu sucessor na lista, significa que esses pais tiveram a possibilidade de manter pura na sua família a revelação primitiva; onde se concluía que a religião que por tal via che¬gara a Israel, era a religião verdadeira, conservada através de urna série de gerações providencialmente favorecidas por Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 4

Publicado em: 29/06/2012

  

Depois do pecado “original” de Adão e Eva, rebelião contra o mandamento Divino, segue-se o pecado “original” de Caim, de lesa-fraternidade, contra a célula social. O relato repete sete vezes a palavra “irmão”, no centro, quando Deus interroga. A fecundidade se multiplica e com a fraternidade introduz a diferenciação. Diferença de cultura: lavrador e pastor; diferença consequente de culto, segundo as oferendas; diferença na preferência Divina.

Deus intervém, fazendo o inexperiente Caim compreender o que lhe acontece e ameaça: o rancor é como um animal à espreita, junto à porta de entrada e saída, que intenta apoderar-se do homem; o homem pode e deve submetê-lo. Se Deus oferece a sua palavra a Caim, é porque não o rejeitou, é porque deseja salvar a fraternidade.

E hoje devemos sim nos preocupar com os nossos irmãos e não questionar a Deus como Caim: “Acaso sou o guarda do meu irmão?” (9d)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 3

Publicado em: 28/06/2012

  

O capítulo 3 do livro do Gênesis apresenta o momento onde a criatura deseja se tornar como o Criador. Levado pelos desejos de seu coração, e influenciada pelo mal, a humanidade se afasta de Deus. A história figurativa da Bíblia apresenta o momento do rompimento com Deus: a desobediência, muitas vezes gerada pela ingenuidade e ambição do homem.

Em que momento de nossas vidas nós também rompemos com Deus? Em que momento nos demos conta de que, de alguma maneira, estávamos nus na frente de Deus e sentíamos vergonha de Sua presença? Em quais momentos de nossas vidas perdemos a inocência?

Esse rompimento com Deus não deve ser um simples “jogar a culpa na serpente”. Cada um de nós, seja por nossos próprios desejos ou por frutos proibidos que outrem, consciente ou inconscientemente, colocam em nosso jardim do éden, são motivos de queda.

Dessa maneira irmãos, precisamos seguir na oração, sempre lembrando que Deus habita o paraíso e criou o homem para que fosse feliz ao Seu lado. Para nos mantermos na presença do Senhor, somente na oração.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 2

Publicado em: 27/06/2012

  

Tendo concluído a criação, Deus repousou. Depois Deus abençoou o Sétimo Dia e o santificou.

Todos os dias são bênçãos e são abençoados pelo Senhor, mas o Sétimo Dia Ele o santificou, o Dia do Senhor, dia em que mais do que descansar, devemos dedica lo ao Senhor, dia de louvar e agradecer a Deus, dia de nos abastecermos na Palavra e na Eucaristia, participar ativamente na Santa Missa.

Concluído a criação, vendo Deus que não havia quem cultivasse o solo, fez o homem e a mulher. Deu ao homem o poder sobre toda a criação. (dominai e submetei toda a terra). Poderia e deveria o homem usufruir de toda a criação, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque conhecendo o mal não poderíamos dominalo,Hoje muitos sofrem, principalmente nos países mais pobres, as consequências da ação humana na terra, fruto do egoísmo do homem, o mal que conhecemos e nos domina.

Por fim, tendo criado o homem e a mulher Deus disse: Por isso deixará o homem o pai e a mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne. (24). Continuarão a ser duas pessoas, duas cabeças,mas uma vez unidos um só pensamento, um só sentimento, um só objetivo.

Que Deus abençoe a cada dia o nosso planeta terra e nossas famílias. Amém !!!!!!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gênese, Capítulo 1

Publicado em: 26/06/2012

  

Iniciamos o antigo testamento com a revelação de Deus sobre coisas importantes e de grande valor para o nosso crescimento espiritual. Quando olharmos para os relatos da criação, devemos ver o Deus vivo que está por trás dela. Até mesmo as pessoas que nunca leram a Bíblia são capazes de reconhecer que Deus existe, pois ele se manifesta em sua obra criadora.

Os céus e a terra foram criados por Deus "no princípio”. Então o que existia antes do princípio? Somente Deus! O Criador necessariamente deve existir antes de sua criação. Deus é um ser eterno, ele existia antes do princípio, e existirá depois de toda a criação ser desfeita.

Deus é poderoso e teve a força de criar do nada "os céus e a terra," e tudo o que há no universo, fora e dentro do nosso planeta. O Criador é senhor de toda a sua criação. Deus, por seu eterno poder, criou e governa os céus e a terra.

Deus é espírito: ele não é material como a sua criação, e não será encontrado através de meios materiais. A verdadeira busca de Deus será uma busca espiritual admirando tudo o que ele criou.
A terra estava sem forma antes de Deus usar seu eterno poder para organizá-la. Além disso, a terra estava vazia e havia uma imensidão de nada, um abismo vazio. Ela se encontrava em trevas. Deus trouxe a luz.

Notemos que Deus criou a luz, bem como a maior parte de sua criação, simplesmente pelo poder de sua palavra! "Disse Deus: Haja luz; e houve luz". Assim, o poder criador da palavra de Deus coloca todas as coisas em sua própria ordem. Depois de haver criado um lugar bem organizado e com bastante luz, Deus olhou para a sua criação e viu que ainda estava vazia. Ele transformou o estado vazio da terra, colocando plantas sobre a terra firme, planetas e estrelas no céu, e animais na terra, nas águas e no céu.

Quando tudo estava perfeito e bem ordenado de acordo com seus planos, Deus criou o homem e o colocou no meio. De fato, a Bíblia nos ensina que a salvação do homem estava nos planos de Deus mesmo antes do princípio da criação. Devemos sempre dar glórias a Deus e ficar admirados com o eterno poder de nosso Pai o Criador.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 22

Publicado em: 25/06/2012

   

No último capítulo do livro de Apocalipse, foi apresentado a João as maravilhas que teremos no novo céu e na nova terra.  No final do livro não se fala mais sobre tribulações e sofrimentos, pelo contrário, aqui é apresentado para todoso rio de água viva que procede do Trono de Deus e do Cordeiro.

No novo céu e na nova terra tudo é recebido gratuitamente,ali veremos a face de Deus e viveremos eternamente com Ele, onde seremos alimentado pela arvore da vida, e nunca mais teremos fome e sede de justiça, de amor e de esperança.

Esta recompensa será para todos aqueles que lutam,que não se deixam levar pelos prazeres da carne.  A salvação de Jesus veio para todos, mas cada um decidira qual será seu caminho, através de suas obras e de suas decisões.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 21

Publicado em: 24/06/2012

   

O espaço ficou livre, a nova criação, e para celebrar o casamento do Cordeiro. O universo é descrito com traços conjugados: ausência de males, presença de bens. A noiva é Jerusalém, ou seja, mulher e cidade, formosa e feliz. O autor dedica mais tempo para descrevê-la como cidade, mas nós leitores não devemos perder de vista o contexto conjugal do amor, do Noivo para com a noiva.

A nova Jerusalém desce do céu e assim como noiva, vai ao encontro do Noivo. Essa nova Jerusalém é a imagem da Igreja sem mácula, suas vestes são brancas, sem pecado, pois, só assim tem dignidade de se casar com o Noivo Jesus Cristo.

Nós somos essa Igreja imaculada, por tanto, mesmo que os filhos errem caindo no pecado, não macula a Igreja que tem sua dignidade no Noivo. “ Ao sedento darei de beber gratuitamente do manancial da vida. ”(6b)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 20

Publicado em: 23/06/2012

   

Com sua morte e ressurreição Jesus Cristo, que é o mais forte, derrotou satanás. Os que são fiéis a Cristo reduzem o diabo à impotência. Os mártires inclusive participam do julgamento que o condena. Os fiéis a Cristo já participam da nova vida do Senhor, já gozam da “primeira ressurreição”.

Ao mesmo tempo, o Diabo tem poder sobre os que se deixam seduzir e prossegue a sua batalha. Mas também para o dragão chegará a sua hora final, sua derrota definitiva, seu castigo com seus agentes.

Este capítulo do livro do Apocalipse nos fala também do julgamento das nações onde os primeiros livros abertos contem as ações boas e más dos homens, cada um é julgado segundo as suas obras, o livro da vida contem o nome dos predestinados, quem não estiver inscrito no livro da vida será arremessado ao fosso de fogo.

Esta reflexão deve também nos fazer pensar sobre nossa vida terrena; a quem estamos seguindo? Satanás nos seduz o tempo todo tentando nos afastar do caminho que nos conduzirá a salvação eterna, basta estarmos atentos e intimamente ligados a Jesus para que no julgamento final estejamos preparados e merecedores da glória eterna.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 19

Publicado em: 22/06/2012

   

Depois da grande batalha, do julgamento e da queda da Babilônia/ Roma – a cidade “prostituta” (que se vendia aos interesses do poder) e idólatra (que cultuava a adoração ao imperador) chega a hora da vitória de Deus. 

Neste capítulo encontramos duas partes distintas: a primeira (cap. 1-10) continua a celebração da queda de Roma (que representa o poder constituído; hoje as nações e os sistemas de opressão, corrupção e degeneração do planeta em todos os níveis de governo), através de uma série de cânticos que procuram explicitar o significado desta queda e do convite para o banquete do Cordeiro – a vitória de Deus; a segunda parte (11-21) apresenta a Palavra de Deus como o grande guerreiro que derrota a Besta (este poder constituído) e o falso profeta (a ideologia do culto ao imperador; hoje o excessivo culto ao dinheiro e ao sexo).

A justiça divina não só julga mas recoloca tudo em seu devido lugar: Babilônia/ Roma foi parar no fundo do mar, do abismo e o povo de Deus foi parar no coração do Cordeiro para tornar-se sua esposa. A cidade-prostituta ainda persegue (hoje, o mundo das drogas, dos políticos corrompidos, do sexo desenfreado), mas podemos confiar na sua derrota porque é promessa de Deus. Jesus, o vingador do sangue derramado, o defensor dos excluídos, doentes e desamparados, enfrentou e derrotou o Dragão: Satanás. Deus, o juiz verdadeiro e justo, toma posição no conflito do mundo aqui de baixo. O mundo de cima anuncia o triunfo, canta a vitória de Deus. Jesus traz ao peito a faixa do sucesso onde se lê: “Rei dos Reis e Senhor dos Senhores” (16)

O texto traz imagens fortes, tiradas do livro da Sabedoria 18,15-16 e de Ezequiel 39, 4.17.18.20. Transforma em visão uma expressão freqüente no AT como:” eu te darei como pasto a toda espécie de aves de rapina e aos animais selvagens” (Ez 39,4). Resumidamente poderíamos afirmar: quem desumaniza o ser humano terá um fim desumano. Quem vive pela violência terá um fim violento, mas os que se mantém fiéis gozarão da recompensa de Deus.

Enfim, o livro do Apocalípse mostra que, depois dos sofrimentos, angústias, injustiças e todo mal que enfrentamos no decorrer de nossas vidas, há a certeza da vitória de Deus que é expressa nas sete bem-aventuranças encontradas neste livro;

• Feliz aquele que lê e aqueles que escutam as palavras da profecia e põem em prática o que nela está escrito. Pois o tempo está próximo. (1, 3)
• Felizes os mortos, os que desde agora morrem no Senhor. Sim diz o Espírito, que eles descansem de suas fadigas, pois suas obras os acompanham. (14, 13)
• Feliz aquele que vigia e conserva suas vestes, para não andar nu e para que não se enxergue a sua vergonha. (16, 15)
• Felizes os convidados para o banquete das núpcias do Cordeiro. (19, 9)
• Feliz e santo quem participa da 1ª ressurreição. (20, 6)
• Feliz aquele que observa as palavras da profecia deste livro. (22, 7)
• Felizes os que lavaram suas vestes, pois assim poderão dispor da árvore da vida e entrar pelas portas. (22, 14)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 18

Publicado em: 21/06/2012

   

A queda da Babilônia, pintada com intensos tons de desgraça, não é um desastre, mas um sinal de esperança para os cristãos perseguidos pelo império romano. Os pecados desta prostituta, são a injustiça, o luxo desenfreado e a feitiçaria, assim como, o assassinato dos profetas e dos santos.

Mas toda esta situação chegou no limite e Deus vai mostrar seu poder, fazendo cair o esplendor e a opulencia da Babilônia.E Deus não quer que sejamos cúmplices de seus pecados, ou atingidos por suas pragas.

A música pára e a lâmpada se apaga diante dos olhares dos comerciantes que agora a abandonam, para dar esperança aos perseguidos, mostrando que o poder de toda Babilônia é transitório e temporal. Assim, Deus faz justiça aos seus santos e profetas, condenando todos aqueles que derramaram o sangue inocente dos justos. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 17

Publicado em: 20/06/2012

  

No Primeiro Testamento era usual representar uma cidade injusta e infiel como uma prostituta. Esta é Roma, a Babilônia moderna, situada ao lado do Rio Tibre, com muitas piscinas termais na época. Uma mulher montada numa fera, é Roma governada pelo Imperador. A cor escarlate era a cor do Império Romano. Ela está embriagada com o sangue dos mártires, dos cristãos perseguidos e mortos. “ A Besta existia e já não existe” - Nero foi assassinado, mas havia uma crença que ele era um Deus e voltaria a governar. O imperador Domiciano disse ao povo que era a reencarnação de Nero e devia ser adorado, mas os cristãos se recusavam a fazê-lo.

Roma era cercada por 7 colinas (7 cabeças ) e os 10 chifres são os reis vassalos que se revoltaram contra o império (16). Os chifres representam o poder. Os 7 reis são os imperadores romanos desde Jesus; cinco caíram (Augusto, Tibério, Calígula, Cláudio e Nero). Vespasiano é o que existe. Um ainda não veio (Tito, que durou apenas 2 anos). A Besta que existia, não existe mais e reaparecerá é Domiciano, o novo Nero. Todos farão guerra contra o Cordeiro, ou seja, todo o império declarou guerra contra os cristãos. Mas eis a grande promessa: “ o Cordeiro, Senhor dos Senhores e Rei dos reis, os vencerá, e também serão vencedores os que com ele são chamados, eleitos, fiéis.” (14)

Anos mais tarde, as províncias se rebelaram e o império romano caiu com as invasões dos bárbaros e outros povos guerreiros que deixaram Roma “ nua e desolada” (16)

É importante entender que os cristãos das comunidades conheciam muito bem a história do império e compreendiam perfeitamente o que João lhes falava, e eram fiéis e perseverantes. No entanto, nós hoje não compreendemos as palavras de Deus, tapamos nossos ouvidos e endurecemos nosso coração para as verdades anunciadas. Cremos somente até a parte que nos é conveniente e relativizamos o resto todo. Não buscamos formação, não lemos a Palavra, não nos comprometemos com a Cabeça, não somos Corpo!

Senhor, abre nossos olhos como fizeste com Bartimeu, cura nossas feridas, perdoa nossos pecados e dai-nos a graça de participar contigo do Grande Banquete Celeste. Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 16

Publicado em: 19/06/2012

     

Revendo nosso estudo do apocalipse ate agora, notamos que os selos feriram a 1/4 e as trombetas destruíram a 1/3 da humanidade, agora as taças devastarão a tudo. Cada praga continua quando a próxima começa, ferindo a todos os ímpios. O mar e os rios se tornam sangue, o sol abrasa os homens, há trevas sobre o reino da besta, os exércitos do oriente marcham.

Os anjos derramarão suas taças uma a uma, trazendo uma série de sete flagelos para castigar os adoradores do demônio. Algumas dessas pragas nos lembram das pragas que Deus enviou para castigar os egípcios quando Moisés foi libertar o povo de Israel.

O apelo dos mártires por vingança foi respondido com sangue. Os ímpios, por outro lado, não se arrependeram, mas blasfemaram contra Deus e continuam do lado do mal apoiando ao diabo quando enviou três espíritos imundos para reunir tropas para a grande batalha do Armagedom. 

Quando o exército do Senhor enfrenta o de Satanás nenhuma batalha é relatada no texto. Logo que os exércitos se reúnem, o anjo anuncia: "Feito está!". 

Quando Deus e o diabo se encontram para demonstrar suas forças, o Senhor vence sem luta. A batalha termina antes de começar. A terra treme e o céu deixa cair pedras de granizo de 35 quilos, mesmo assim os corações dos ímpios incorrigíveis não mudam, e continuam blasfemando contra Deus o seu criador.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 15

Publicado em: 18/06/2012

    

Neste capítulo é possível verificar o surgimento das novas e últimas pragas no mar, nos rios e nos astros como se fosse o cumprimento da Palavra de Deus proclamada em Lv 26,21 “E se ainda me desafiardes, recusando-vos a me obedecer, multiplicarei por sete as pragas contra vós, segundo a medida de vossos pecados”.

Paradoxalmente, também se cumpre a profecia de Isaias 43,2: “Se tiveres que atravessar pela água, contigo estarei e a inundação não te vai submergir!” e “Se tiveres de andar sobre o fogo, não te vais queimar, as chamas não te atingirão”!

É possível verificar através dessas visões, aqueles que saíram vitoriosos das provações e do confronto com a Fera e apesar de serem provados ou tentados são capazes de entoar hinos de louvor.

Continua S. João no v.5 “Depois disto, vi abrir-se o Santuário, a Tenda do Testemunho, que está no céu.” O Santuário é comparado com a Tenda do Testemunho, onde Moisés se encontrava com Deus para conversar, e é deste Santuário que sairá os sete anjos e as sete pragas.

São João nos diz que ninguém poderia entrar no Santuário enquanto não estivessem consumadas as sete pragas, ou seja, que após as pragas os que estivessem sido preservados da morte poderão entrar no Santuário. Que Deus nos conceda essa graça.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 14

Publicado em: 17/06/2012

    

Aqueles que foram salvos são companheiros de destino do Cordeiro, formando, assim, um grupo a parte, que traz a marca do Pai, dada com o batismo, diferente da marca ou número da fera. A marca do Pai, ou seja, o número daqueles que foram salvos é o número da perfeição, porque não se contaminaram com a idolatria, mentira ou falsidade e foram resgatados da terra, passando a pertencer ao céu. Estes participam ativamente da liturgia do Reino dos Céus e cantam junto com o Cordeiro no Monte Sião, entendido como capital do rei ou monte da confluência universal.

Do zênite, centro supremo do céu, a mensagem do anjo atinge toda a superfície terrestre: é a boa notícia, consoladora e exigente, para que todos se convertam ao Deus verdadeiro. A seguir, numa sequencia resumida e coerente, o autor sintetiza varias cenas do julgamento escatológico, simultâneas ou sucessivas. Intervêm três anjos, uma figura humana e três outros anjos (somando-se sete, o número da perfeição): um anjo proclama um evangelho que exorta à conversão, outro anuncia a queda da Babilônia – capital emblemática do dragão; oposta a Jerusalém celeste, o terceiro ameaça com o castigo.

Após o intermédio de chamado e escuta – anunciando a bem-aventurança dos que se mantêm fiéis a Cristo até morrer: uma figura humana aparece com uma foice. Um anjo lhe ordena ceifar, e a figura o executa; outro anjo se apresenta com uma foice, o último anjo lhe ordena vindimar e ele executa. Ceifa e vindima (colher, apanhar) se apresentam como atividades paralelas: a ceifa dos bons e a vindima dos maus, isto é, a execução do julgamento final. Neste quadro, podemos interpretar que a figura humana que realiza a ceifa é Jesus Cristo, coroado e em uma nuvem branca, colhendo os seus, ao passo que a vindima de maus é realizada por um anjo. Alguns poderiam contrariar tal interpretação diante da ordem que é proferida por um anjo ao Cristo Rei.

De qualquer forma, devemos nos atentar ao julgamento final. Aqueles que são livres no caminho de Deus e do amor de Cristo são ceifados ao final, para a vida eterna nos céus. Enquanto aqueles que idolatram o Dragão são vindimados e sofrem os castigos da ira de Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 13

Publicado em: 16/06/2012

    

Vamos pensar um pouco no apocalipse antes de tudo. As comunidades da Ásia Menor falavam o grego, mas conheciam os caracteres hebraicos. São João misturou aí os dois idiomas, ou seja, o grego e hebraico por esse fato. Se, acaso, o livro caísse nas mãos das autoridades romanas, que não conheciam o hebraico, não colocaria em risco seus leitores. Nero foi o primeiro grande perseguidor dos cristãos e, na época em que foi escrito o Apocalipse (anos 90), Domiciano voltava a perseguir os cristãos com mais força e crueldade. Era “um novo Nero”. Esta e outras evidências levaram aos estudiosos a interpretar que a Besta do Apocalipse era o próprio Imperador Romano, perseguidor dos cristãos.
 
E as duas bestas (Apocalipse, cap.13) quem são? A primeira besta, que sobe do mar (v. 1), é o próprio imperador de Roma, Domiciano (como foi explicado); o mar é o Mar Mediterrâneo, onde se localizava Roma, a capital do Império. Sua autoridade vem de Satanás (v. 2) e as palavras blasfêmicas que profere (v. 5) se referem ao culto de adoração ao imperador imposto por Domiciano a todos os povos do Império. A segunda besta, que sai da terra (v.11), classificada como "falso profeta", é a ideologia do culto imperial favorecido pelas religiões pagãs.
 
Vamos neste momento focar no que diz o versículo 18: 
Aqui está a inteligência: quem for inteligente decifre o número da Fera, pois o número representa uma pessoa. Seu número é seiscentos e sessenta e seis
De maneira figurada o 666 pode ser símbolo também de toda força, cultura, pessoa, que combata contra Deus e a sua santa Igreja. São João dizia, no séc. I, que o anti-Cristo já estava no mundo.
 
Não podemos se deixar levar pelas superstições que se originaram ao redor destes números. Para não ser enganado é preciso saber o que os números representavam para os antigos judeus. Por exemplo, os 144 mil eleitos (Apocalipse, cap. 14): é o povo cristão, que não aderiu ao culto imperial, permanecendo fiel a Cristo. 144.000 = 12 x 12 x 1000. O número 12 era símbolo da perfeição e é citado 187 vezes na Bíblia. O número 1000 representava a glória de Deus.
 
O simbolismo do 666 é claramente interpretado pela Igreja. A mentalidade judia afirmava que o número 7 significava a perfeição e o contato com Deus, e o que estava abaixo era imperfeito, de modo que o número 6 era sinal de imperfeição, erro. Temos por exemplo os 7 Sacramentos, os 7 dons do Espírito Santo, as 7 dores de Virgem Maria e de São José, etc; é um número símbolo de perfeição. O número 6 repetido quer dizer "perfeição da maldade" e o autor do Apocalipse identifica a besta com o 666, fala desta como de vários personagens ou de alguém que perseguia os cristãos dessa época.
 
Os povos antigos não usavam o sistema arábico (o nosso) para expressar os números, mas sim, as próprias letras do alfabeto. Os romanos usavam apenas 7 letras. Também os judeus e os gregos atribuíam números às letras de seus respectivos alfabetos, mas de forma muito mais ampla que os romanos, já que toda letra (grega ou hebraica) possuía um certo valor. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 12

Publicado em: 15/06/2012

   

Como todo o livro do apocalipse, este capítulo é muito simbólico. A mulher simboliza em primeiro lugar a Igreja, da qual nasce o filho de Deus.

Mas, também simboliza Maria, mãe do Messias. Mulher que é exemplo de servidora do Evangelho, que vence o demônio com o seu sim irrestrito a Deus. Com esta leitura temos duas certezas: a vitória de Deus sobre o mal e o poder da intercessão de Maria.

Terminemos o nosso estudo invocando a intercessão de nossa mãe: “Quem é esta que avança como Aurora, formosa como a lua, brilhante como o sol, terrível como um exército em ordem de batalha? Esta é Maria, a quem Deus nosso Pai e de Nosso Senhor Jesus Cristo deu o poder de esmagar a cabeça do dragão infernal.” Amém.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 11

Publicado em: 14/06/2012

    

Nesse capítulo, durante a visão profética de Paulo, lhe são apresentadas testemunhas. Alguns estudos dizem que poderiam ser profetas. Outros estudos dizem que se trata da Palavra e da Igreja. Mas, independente de quem sejam, o importante é o termo utilizado - “testemunhas”. Quem é testemunha de algo, viu ou vê, viveu ou vive esse algo. Dessa maneira, sendo testemunhas do Senhor, são pessoas que, viram e viveram Deus em suas vidas.

Segundo o texto, as testemunhas, viveram, morreram e ressuscitaram, escutando a voz do Senhor e vendo suas maravilhas. Por isso, falaram a verdade, pois “de sua boca saia fogo”(vers.5). Dessa maneira, foram incomodo para muitos.

Mesmo após sofrerem, a ponto de morrer (no caso da Igreja, ser deixada de lado), Deus “ressuscitou e os elevou acima dos olhos de seus inimigos, que deram glórias a Deus” (vers. 11 a 13).

Que o Espírito Santo nos ilumine e nos dê força e coragem para que sejamos testemunhas do amor de Deus, luz das nações, voz que clama no deserto. Se assim o formos, grandes prodígios seriam realizados em nós e nos irmãos.

A de se ressaltar que os “prodígios” possam ser a realização de pequenos gestos, como um ato de perdão, um ouvido a escutar, ou um pouco mais de paciência. Exemplos de coisas que, hoje, quem as possui, é testemunha de Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 10

Publicado em: 13/06/2012

    

“E o anjo que eu vi, de pé sobre o mar e a terra, levantou a mão direita ao céu e jurou, por aquele que vive para todo o sempre e criou o céu e tudo o que nele existe, a terra e tudo o que nela existe, o mar e tudo o que nele existe: Não haverá mais tempo!”. (5/6)

O grande anjo que desce do céu, tendo sobre sua cabeça o arco-íris, seu rosto era como o sol, suas pernas pareciam como colunas de fogo e que colocou o pé direito sobre o mar e o pé esquerdo sobre a terra, este grande anjo podemos tê-lo como o grande Rei e Pai, ou o próprio Filho, senão eles, alguém especialmenteenviado por eles. 

Aquele que vê, o mesmo que pega o livrinho é senão a Igreja de Deus aqui na terra, incumbida que é de transmitir as palavras e os ensinamentos, de batizar, crismar, evangelizar e fazer comunidade. Bem sabemos como é árduo e difícil o trabalho, mas é preciso perseverar pois sabemos que o Senhor caminha conosco. E como diz: Na boca é doce como mel, mas no estomago torna-se amargo, porque como se diz: falar é mais fácil que se fazer ou praticar.

Quanto a expressão: Não haverá mais tempo!” é preciso levar em conta a fragilidade de nossa vida e de nosso corpo. Ninguém sabe a sua hora, não sabemos se estaremos vivo até amanhã, assim sendo viver o cada dia. Viver cada dia como se fosse o último e então buscar a Deus sempre. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 9

Publicado em: 12/06/2012

   

O simbolismo das trombetas no Apocalipse é usado para dar comandos, sinais de alerta, e chamar a atenção para algo importante a ser comunicado. 

O quinto sinal de alerta foi dado e marcará o primeiro dos "AIS”. Se as pragas das quatro primeiras trombetas foram horrorosas, as três últimas serão as piores. A este sinal uma estrela com a chave do abismo caiu do céu e liberou forças satânicas perigosíssimas, simbolizadas por gafanhotos envoltos em fumaça, em grande quantidade que chegou até a haver um eclipse do sol. 

No entanto, essas forças malignas não têm poder de matar, só de atormentar aos que não têm a marca divina. Os filhos marcados com o selo de Deus Eterno recebem a guarda, a proteção, o amor infinito, e estão salvos pelo poder que emana de Cristo.

Toca-se a sexta trombeta, o segundo dos “AIS”. O rio Eufrates, é a última barreira de satanás. Na Bíblia, mar, rio, oceano são sempre sinais de separação, distância entre um povo e Deus, ou uma pessoa e seu Criador. Um grandioso exercito com cavalos amedrontadores causará a morte de muitos.

A força maligna, presente em nosso meio, nos ameaça constantemente, mas Deus nos chama ao arrependimento, o inimigo não deve ser ignorado, pois se trata de um terrível perigo para os que querem ser salvos!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 8

Publicado em: 11/06/2012

   

O capítulo 8 do livro de apocalipse inicia com a abertura do sétimo selo, os outros seis foram abertos no capítulo 6.

A abertura do sétimo selo, trás uma nova seqüência, e vem cheio de mistérios. Em sua abertura houve um silêncio por quase meia hora, e depois, apareceu sete anjos, cada um com uma trombeta.

As trombetas no antigo testamento tinham algumas funções especificas como chamar o povo para perto de Deus ou avisar que uma guerra estava próxima.

O sétimo selo traz a revelação das sete trombetas, cada uma traz um acontecimento especifico, e este capítulo aborda as quatro primeiras.

A primeira trombeta traz como castigo, fogo misturado com sangue, que foi atirado à terra. Ela atinge a terça parte da terra, especialmente a parte das árvores, e toda a erva verde.

A segunda trombeta traz a morte da terça parte da vida marinha e a destruição da terça parte das embarcações.

A terceira trombeta traz como castigo a contaminação da água doce dos rios, água que é fonte de vida para todos os homens. Uma estrela atinge as águas, e o nome da estrela é Absinto.

A quarta trombeta atinge o sistema solar. Sol, lua e estrelas, terão a terça parte de seu brilho escurecido, sem brilho. 

O fim do capítulo traz um alerta a respeito das outras três trombetas, que ainda vão tocar, pois elas trarão um castigo mais severo.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 7

Publicado em: 10/06/2012

  

O capitulo 7 de Apocalipse trata da salvação, da seleção do Senhor. Tema muito controverso, e mal entendido, de modo particular no que diz respeito aos 144 mil salvos. Afinal, quem são os 144 mil?

Alguns pensam ser os judeus fiéis do AT, ou então, os judeus convertidos. Porém, o número 12 x 12 sugere uma multidão. A menção nominal das tribos descreve o novo Israel, o novo povo de Deus, os eleitos de Deus.

Os salvos sairão da chamada grande tribulação, que é uma perseguição violenta que leva ao martírio, esse martírio pode ser de sangue, como os cristãos mortos por mulçumanos fundamentalistas na Ásia, ou pode ser como diz Santo Agostinho, martírio branco ou da paciência, onde somos criticados por nossos ideais. Esses alcançarão a salvação definitiva e se juntarão à liturgia celeste.

“E Deus enxugará as lágrimas de seus olhos”.(Ap 7, 17b)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 6

Publicado em: 09/06/2012

  

Este capítulo é uma continuação do capítulo 5, relatando quando o Cordeiro abriu os seis primeiros dos sete selos que lacram o livro-rolo. Este livro-rolo pode ser considerado a história que a comunidade e toda a Igreja vivia e está vivendo: sua caminhada perseverante no meio do mundo, na expectativa do alcance do FIM: chegar a Eternidade, a presença de Jesus, o Cordeiro. Alcançar a vida eterna.

As quatro primeiras visões são da abertura dos quatro primeiros selos e mostram os acontecimentos costumeiros da História da humanidade: LUTA, GUERRA, CARESTIA E MORTE.

Luta que nos leva a buscar a coroa deste mundo, o materialismo. Guerra que gera raiva, ódio e  leva a destruição de países e pessoas. Carestia: fome que obriga a racionar alimentos, multiplicar o seu preço, fazer com que minorias se fartem e multidões morram sem sustento. E a morte, consequência da expulsão do Paraíso e fim de todo gênero humano, em que todos passaremos por ela.

O quinto selo é a visão dos justos massacrados que esperam completar-se o número dos mártires, os que deram a vida e derramaram o seu sangue, “assassinados pela Palavra de Deus e do testemunho que haviam dado” (9b).

E o sexto selo, os cataclismos habitualmente descritos nas visões do tempo final. Sintetiza a perturbação cósmica e o terror dos homens, é uma catástrofe cósmica de proporções inauditas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 5

Publicado em: 08/06/2012

  

Quem disse que o livro do Apocalipse é o livro dos horrores? Quem associou à palavra “apocalipse” a idéia dos terrores do fim dos tempos? O mundo. Aqueles que não conhecem o amor infinito de Deus e por isso ficaram presos às imagens da luta entre o bem e o mal apresentada pelo autor e impressionados com a fera, o dragão e suas armas e estratégias.

Para nós cristãos, o foco tem que estar na vitória do “Cordeiro imolado”, “o leão de Judá, o rebento de Davi” (5), o único que é digno de romper os selos e abrir o livro da história; deve nos cativar a visão dos céus onde estão  “milhares dos milhares, milhões de milhões” (11) cantando louvores, honra, glória e poder para sempre Àquele “que está sentado no trono e ao Cordeiro” (13)

O Apocalipse é o livro da esperança e da confiança no cumprimento das promessas feitas ao longo de toda a história do povo de Deus; por isso está cheio de hinos de louvor (vale a pena dar uma olhada em todo o livro) e imagens, visões e profecias do AT.

Iniciando no capítulo 4 e continuando neste capítulo 5 o autor apresenta a belíssima liturgia celeste. Eu, que já não tenho meus pais vivos, ao ler estes capítulos – apesar da dor de não tê-los presentes – fico feliz ao pensar que eles estão lá, vivendo esta liturgia eterna na companhia dos anjos e santos. E nas missas, no momento do “Santo, Santo, Santo” somos todos nós convidados a unir as nossas  vozes a esse coro divino. Lembremo-nos sempre disso.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 4

Publicado em: 07/06/2012

  

O livro do Apocalipse, escrito em tempos de perseguição, dá esperança aos cristãos, mostrando o Reino de Deus.

Há "Alguém"- Deus que está sentado no Trono, de onde governa tudo o que acontece. Ele está rodeado de um arco-íris de cor esmeralda, que simboliza a esperança. Então, a aliança de Deus há de se cumprir.

Diante do trono existe um mar, onde habitam monstros. Mas tudo isso está aos pés do Trono. O mar é transparente porque está sob o poder de Quem está sentado no Trono. Isso tudo nos dá a entender que o que acontece na história, não está fora do controle Divino. Ou seja, podemos viver com esperança, já que não são os inimigos que regem a história, mas o nosso Deus, que, misteriosamente tem um plano.

Os quatro viventes, que representam a criação, depõem suas coroas, reconhecendo que Deus é digno de receber o poder, a honra e a glória porque Ele criou o universo. Tudo o que acontece passou pelo Trono de Deus, esta é nossa esperança, porque nosso Deus tem todo o poder sobre todas as coisas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 3

Publicado em: 06/06/2012

  

Os capítulos 2 e 3 tratam das 7 cartas que Jesus envia às igrejas da Ásia, através dos Anjos. Nesta época, os cristãos perseguidos pelo imperador Domiciano se perguntavam: onde está Deus que não olha por nós? O Apocalipse é uma resposta de Deus e de Jesus ao povo sofrido.  

IGREJAS

REMETENTE (nome de Jesus)

1. Éfeso

Aquele que segura na mão direita as 7 estrelas, que está andando no meio dos 7 candelabros de ouro

2. Esmirna

O Primeiro e o Último, aquele que esteve morto, mas voltou à vida

3. Pérgamo

O que tem a espada afiada de dois gumes

4. Tiatira

O Filho de Deus, aquele que tem os olhos como chama de fogo e os pés como bronze

5. Sardes

Aquele que tem os 7 espíritos de Deus e as 7 estrelas

6. Filadélfia

O Santo, O verdadeiro, que tem a chave de Davi, aquele q abre e ninguém fecha, fecha e ninguém abre

7. Laodicéia

O Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus

A igreja de Sardes é falsa, vive só de aparência. O convite a ela é a conversão. Não sujar as roupas é manter a pureza, não se deixar levar pelos ídolos. A veste branca simboliza a dignidade dos que se mantém íntegros e fiéis. O prêmio é ter o nome escrito de forma a nunca se apagar.

A igreja da Filadélfia é boa, mas a comunidade é fraca. Porém, é fiel e guarda a Palavra, por isso, Jesus vai protegê-la até o fim, sobretudo nas tentações. O convite é ser perseverante, segurar firme a coroa, ou seja, a fidelidade. O prêmio é que ela será uma coluna do Templo de Deus, ficará firme e terá o nome de Deus gravado nela.

A igreja da Laodicéia é a pior das comunidades. Só tem aspectos negativos, é morna, orgulhosa e acha que por ser rica não precisa mais de Deus. O convite é à abrir-se, sentar-se à mesa com Ele para cear, pois casa com porta aberta é a casa de Jesus. O prêmio, o melhor de todos: sentar-se no trono com Jesus e com Deus Pai.

Reflitamos: se hoje Jesus viesse revelar a nossa comunidade, que rosto ela teria? Qual o convite que faria? Que prêmio seria a ela concedido? Nós somos o rosto da nossa igreja e ela só mudará quando nós mudarmos. Seus pecados são os nossos pecados, suas faltas são as nossas faltas. Só o amor poderá nos transformar, pois o amor nunca falha. Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 2

Publicado em: 05/06/2012

  

O Senhor envia mensagens especiais a cada uma das igrejas, através dos escrito de São João. Neste capítulo as mensagens tinham quase sempre a mesma dinâmica. Primeiramente a comunicação ao anjo que representava a igreja, depois uma frase descrevendo Jesus, a seguir um comentário das boas coisas feitas pela igreja, uma repreensão pelas más coisas observadas; o encorajamento para corrigir o erro e por final uma exortação, ou uma promessa àquelas que triunfassem. Resumidamente a mensagem a cada Igreja é a seguinte:

Éfeso: uma igreja sólida e ativa, mas que demonstra um esfriamento em seu amor que se torna mecânico e ritual. O primeiro mandamento é amar a Deus de todo coração.

Esmirna: Igreja em grande perseguição e dificuldades econômicas, mas Deus estava orgulhoso deles.

Pérgamo: Igreja fiel, mesmo quando um membro foi martirizado. Seu grande problema era a tolerância ao ensino de falsas doutrinas e o encorajamento de idolatria e imoralidade. O Senhor ameaçou fazer guerra contra eles.

Tiatira: Tinha um correto proceder, mas foi criticada pelo Senhor porque aceitava uma mulher "que a si mesma se declara profetisa" que promovia pecado sexual.

Sardes: Igreja de grande reputação, mas a realidade desmentia o nome. Não podemos descansar sobre nosso passado. As igrejas vivem por causa de seu atual serviço a Deus.

Filadélfia: Junto com Esmirna era a que mais sofria por perseguição. O Senhor reassegurou de que era ele quem tinha a chave, e que quando ele abrisse a porta para ela, ninguém seria capaz de fechá-la.

Laodicéia: Igreja com grande autoconfiança, mas sua falta de fervor tinha deixado o Senhor do lado de fora, batendo na porta para entrar em sua própria igreja.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Apocalipse, Capítulo 1

Publicado em: 04/06/2012

  

A revelação compartilhada por João aos servos da Igreja, ou seja, a todos nós, não tem como objetivo satisfazer a curiosidade, mas levar ao conhecimento das profecias e praticá-las, pois o tempo do Senhor está próximo.

Na introdução das visões, João afirma que Jesus Cristo é o primogênito dentre os mortos, Aquele que morreu,ressuscitou e venceu a morte. É Ele que vem sob as nuvens com poder e glória e todos o verão, inclusive aqueles que o transpassaram, e se lamentarão.

No êxtase vivido por João, no dia do Senhor, acontece a revelação de Jesus glorioso que ordena a João uma missão, a de escrever toda a sua visão e enviar as sete igrejas.

Essas igrejas não são especiais nem simbólicas, mas comunidades que João se sentia responsável, algumas desviando dos projetos de Deus, outras divididas.  É Filadélfia que recebe um tratamento mais especial, pois permanece firme nas dificuldades, mas deverá se preparar para uma tribulação geral.

Essas igrejas podem e devem representar cada um de nós em nossas vidas, vocações e ministérios, por isso as mensagens deste livro destinadas as sete igrejas, tem o condão de nos exortar, consolar, animar, mas sempre com o mesmo objetivo:  Não desviar o nosso  olhar do nosso Deus, o primeiro e o último, o alfa e o ômega.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Judas, Capítulo 1

Publicado em: 03/06/2012

  

A Carta de Judas se destina àqueles que são chamados, amados e guardados por Deus e Jesus Cristo. Em sua argumentação, utiliza escritos apócrifos, que tratam de assuntos bíblicos, mas não pertenciam à Sagrada Escritura lida na Sinagoga. Judas trata, portanto, de “religiosidade popular” com naturalidade e respeito.  

O foco principal da carta é a crítica aos ímpios que se introduzem na comunidade cristã e acabam por desmoralizá-la, não por suas ideias, mas, com seu comportamento. Atualmente, também encontramos estas situações no nosso dia-a-dia, já que nos deparamos com várias pessoas em nossa própria comunidade que glorificam a Deus, mas, não o fazem com suas ações, com suas vidas. 

Neste sentido, ao final, Judas faz uma admoestação: “edificai-vos sobre o fundamento da vossa santíssima fé e orai, no Espírito Santo, de modo que vos mantenhais no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna” (20-21).  A exortação se articula em quatro recomendações: A fé é o fundamento, que se apoia imediatamente na rocha e sustenta o edifício inteiro. A oração deve ser dirigida a Deus no âmbito do Espírito, a favor dele, sintonizando com ele. O amor é o que Deus Pai tem por nós. A esperança para a vida perdurável como dom da misericórdia de Jesus Cristo, não como exigência nossa.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
III João, Capítulo 1

Publicado em: 02/06/2012

       

 

Neste livro e único capitulo temos dois tipos de pessoa:

-Aquele que vive a conversão (Gaio) diariamente e que acolhe todas as pessoas para perto de Jesus Cristo, que tem misericórdia, que é leal e recebe até os forasteiros.

-Outro (Diótrefes) que gosta de ser o primeiro e que não acolhe as pessoas, ao ponto de expulsá-los da igreja.

Fica a pergunta: Quem é você?

Pare para pensar, na comunidade, na sua casa, no trabalho, em tudo que faz parte da sua vida. Quem é você?

“Caríssimos, não imites o que é mau, mas o que é bom. Quem faz o bem é de Deus, quem faz o mal não viu a Deus.” (versículo 11). 

Que façamos o bem em tudo!

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
II Pedro, Capítulo 3

Publicado em: 01/06/2012

      

Muito nos angustia o fato das promessas de Deus demorarem a se cumprir na nossa vida pessoal. Acreditamos na Palavra, mas desanimamos na espera. Neste capítulo, Deus nos fala bem claramente que o tempo d’Ele não é o nosso: “Ora, uma coisa não podeis desconhecer, caríssimos: para o Senhor, um dia é como mil anos, e mil anos como um dia.” (vers. 8).

Além disso, a Palavra nos indica hoje que o final dos tempos é certo, seja nosso fim temporal com a nossa morte, seja com o fim deste mundo (vers. 10 e 13). Como consequência, devemos estar preparados para o encontro com o Mestre, através da busca da santidade (vers. 11).

Terminemos nosso estudo bíblico, adaptando o versículo 18 como propósito a aplicar em nossa vida e também como oração: - Antes, que eu procure crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja dada a glória, desde agora, até o dia da eternidade. Amém.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:

Antes de conferir a reflexão, faça a leitura do texto bíblico 

Área pessoal




Esqueceu sua senha? Recupere aqui.
Ainda não tem Cadastro? Cadastre-se aqui.





Leituras

Livro - A Bíblia no meu dia-a-dia

Cronograma

Cronogramas


Escolha um livro




Arquivo

 

Total de visualizações de página:

5.817.720


Desenvolvido e Hospedado por Cedilha Comunicação Digital Realização Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora Paróquia Sant'Ana